Significado de Patrimônio líquido

0
1683236

Significado de Patrimônio líquido

A riqueza financeira de uma pessoa é medida através do patrimônio líquido e não de quanto ela ganha por mês.

O que é patrimônio líquido?

Na contabilidade, o patrimônio líquido é a diferença entre o ativo e o passivo da organização, ou seja, entre os bens e direitos que ela possui e suas obrigações.

Em linhas gerais, o significado de patrimônio líquido corresponde à riqueza de uma organização, o que ela possui descontadas as contas que precisa pagar. Ele representa a fonte interna de recursos da empresa e o quanto seus proprietários têm investido na companhia.

Se eu ganho um milhão e gasto um milhão e trezentos mil, não serei rico nunca. Para se ter uma visão geral de como estamos indo no jogo do dinheiro, é preciso montar uma planilha que mostre como anda a nossa riqueza (ou a falta dela).

O que você precisa fazer é criar duas tabelas, uma com o que você tem e uma com o que você deve.

Na primeira, você coloca seu dinheiro em caixa (quantia disponível na conta corrente e na carteira, por exemplo), as quantias que você têm em investimentos (dinheiro na poupança, em fundos de investimentos, em ações na Bolsa de Valores etc.) e os valores de bens que podem ser liquidados (como imóveis, carros, jóias e outros).

Na segunda, você coloca os valores que você está devendo. Pode ser o saldo devedor de um financiamento de carro ou de imóvel, dívidas no cartão de créditos, aquele dinheiro que você pegou com seu cunhado, etc.

O seu patrimônio líquido será o resultado da conta de tudo o que você tem menos o que você deve. Com os balanços mensais, você poderá ir atualizando essa tabela a cada 30 dias. É interessante ir registrando os valores que você tinha nos meses anteriores, para saber se você está crescendo ou diminuindo seu patrimônio.

É interessante também traçar uma meta para você saber quando vence o jogo.

Como falamos no primeiro post da série: se você precisa de R$ 1.000,00 por mês para sobreviver, pode vencer o jogo comprando dois imóveis que gerem uma renda de R$ 500,00 de aluguel ou aplicar R$ 100.000,00 em um fundo de investimento que renda 1% ao mês.

Se o seu patrimônio líquido atual for de R$ 10 mil, você saberá que faltam apenas R$ 90 mil para você se aposentar, de preferência quando ainda tiver saúde para curtir a vida.

O que são ativos e passivos?

Ativos são os bens e direitos da organização em um determinado momento. É tudo o que pode ser convertido em valores monetários. Os ativos são, por exemplo, o dinheiro em caixa, as duplicatas a receber, os estoques de produto, os equipamentos e os imóveis.

Já os passivos são as obrigações que a empresa tem perante terceiros. O conceito corresponde às dívidas, incluindo os empréstimos e as contas por vencer.

Como calcular o patrimônio líquido?

O cálculo do patrimônio líquido é dado pela diferença entre os ativos e o passivo. A fórmula do patrimônio líquido corresponde ao ativo menos o passivo:

Patrimônio Líquido é igual ao ativo menos o passivo

Em qual relatório contábil aparece o patrimônio líquido?

Ativo, passivo e patrimônio líquido são componentes do balanço patrimonial de uma empresa. Esse relatório é composto por duas colunas. Na primeira coluna fica o ativo. Já na segunda estão o passivo e, logo abaixo dele, o patrimônio líquido. A distribuição é feita desta forma porque, no final, o valor total do ativo deverá ser igual à da soma entre passivo e patrimônio líquido.

As contas do patrimônio líquido são determinadas pela lei nº 11.638/2007. Segundo essa lei, no balanço patrimonial, elas devem ser divididas da seguinte forma:

Capital social: discrimina o montante subscrito e a parcela ainda não realizada por sócios e acionistas.

Reservas de capital: são recursos obtidos pela empresa que não possuem vínculo com a formação de lucro. São decorrentes, por exemplo, do reembolso ou compra de ações, da incorporação ao capital e do pagamento de dividendos a ações preferenciais, dentro outros.

Ajustes de avaliação patrimonial: as contrapartidas de aumentos ou diminuições de elementos do ativo e do passivo que não foram computadas no exercício, em decorrência da sua reavaliação, desde que sigam as regras legais.

Reservas de lucros: valores da apropriação de parte dos lucros em decorrência da lei ou da vontade do proprietário.

Ações em tesouraria: é uma conta redutora do patrimônio líquido que registra o valor das ações da companhia adquiridas pela própria empresa.

Prejuízos acumulados: registros de prejuízos acumulados e ainda não cobertos.

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

A Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL) é um documento simples que apresenta, de forma resumida, a movimentação ocorrida durante determinado exercício no patrimônio líquido e em todas as contas que o compõem.

Patrimônio líquido negativo

Quando o valor das obrigações com terceiros, ou seja, o passivo, for maior do que os ativos, o patrimônio líquido da empresa será negativo.

De acordo com o Conselho Federal de Contabilidade, situações como esta deverão entrar no balanço patrimonial pela nomenclatura “passivo a descoberto”, em substituição à expressão “patrimônio líquido negativo”.

Patrimônio líquido ajustado

É o ajuste realizado pela contabilidade ao patrimônio líquido de uma empresa considerando a inflação do período.

Retorno sobre o patrimônio líquido

O retorno sobre o patrimônio líquido – em inglês, Return on Equity (ROE) – é um indicador que relaciona lucro líquido com patrimônio líquido. Ele mede a rentabilidade de uma corporação, revelando quanto de lucro ela gera na comparação com o investimento feito por seus acionistas.

Para o cálculo do ROE, é usado o patrimônio líquido médio da empresa, ou seja, é feita uma média do capital dos acionistas para determinado período.

DEIXE UMA RESPOSTA